Emprego na Suíça: conheça o mercado de trabalho e oportunidades!

Emprego na Suíça: conheça o mercado de trabalho e oportunidades!

Emprego na Suíça Com a taxa de desemprego em 4.5%, segundo a Organização Internacional do Trabalho, a Suíça é uma das economias mais estáveis do mundo e emprega pessoas de diferentes nacionalidades. Além da presença de Organismos Internacionais, o incentivo governamental para a abertura de novos negócios e a estabilidade política são elementos que facilitam a admissão de empresas estrangeiras na Suíça, contribuindo para o quadro de baixo desemprego no país e de grande diversidade cultural. Saiba como conseguir emprego na Suíça a seguir.

Emprego na Suíça para brasileiros

Há algumas empresas brasileiras na Suíça e muitas empresas de commodities também tem uma filial no Brasil, o que acaba criando um interessante mercado de empregos na Suíça para brasileiros. Além do setor bancário, que por ser bastante globalizado também tem negócios no Brasil e interesse em contratar brasileiros.

Emprego na Suíça No entanto, para brasileiros que não têm uma segunda cidadania europeia, o país só emite visto em situações específicas, como para cargos em posições sêniores. É o caso de diretores e presidentes de empresas ou grupos empresariais, por exemplo. O visto para trabalhar na Suíça é solicitado pela empresa e, se estiver de acordo com todos os pré-requisitos, após autorizado por todos os órgãos suíços competentes, as autoridades suíças mandam uma autorização via e-mail ao consulado suíço no Brasil, que emite o documento.

Emprego na Suíça: salários

Diferente do Brasil, a lei suíça não especifica um salário mínimo. Há uma ferramenta online disponibilizada pelo órgão federal suíço responsável por estatísticas que mostra a média paga na maior parte das áreas (disponível apenas nos idiomas oficiais). No site PayScale você também consegue ter uma ideia dos salários no país, basta pesquisar.

O salário, no entanto, é acordado entre o empregador e o empregado no processo de recrutamento, muito parecido com a Suécia (veja também como trabalhar na Suécia). Os sindicatos são fortes. Em casos de profissões cujos sindicatos sejam fracos, ou que não haja um acordo coletivo, autoridades podem emitir um contrato padrão.

É necessário saber uma das línguas oficiais

Para ter um emprego na Suíça é essencial o domínio do alemão, francês ou inglês. Os idiomas oficiais da região do país são muito importantes quando a posição requer atendimento ao cliente. Já o inglês é o idioma oficial em várias empresas estrangeiras. Por conta desse cenário, é bastante comum encontrar trilíngues e poliglotas na Suíça.

Emprego na Suíça: vagas na ONU

Outra possibilidade muito interessante são as Organizações Internacionais. Com uma de suas principais sedes em Genebra, a ONU não só pode empregar brasileiros em qualquer cargo, como tem uma espécie de cotas para cada país, o que coloca um brasileiro em condição de igualdade com os europeus que disputam uma vaga. Mas lembre-se que a fluência no inglês é imprescindível nesse caso. Saiba aqui como aprender inglês rápido. A ONU tem um sistema próprio para candidaturas a vagas. É preciso fazer um perfil no sistema e buscar as vagas a partir de diversos filtros. A ferramenta funciona para vagas no mundo todo, não apenas na Suíça.

Brasileiros sem cidadania europeia

No entanto, para brasileiros que não têm uma segunda cidadania europeia, o país só emite visto em situações específicas, como para cargos em posições sêniores. É o caso de diretores e presidentes de empresas ou grupos empresariais, por exemplo. O visto para trabalhar na Suíça é solicitado pela empresa e, se estiver de acordo com todos os pré-requisitos, após autorizado por todos os órgãos suíços competentes, as autoridades suíças mandam uma autorização via e-mail ao consulado suíço no Brasil, que emite o documento.

Image 0

Leave a Comment

Your email address will not be published.